quinta-feira, 24 de maio de 2012

Gaiteiro



Gaiteiro

para a Né Ladeiras e Galandum Galundaina



descubro-te o canto entre pedras e céu

trinos e lamentos , gritos e antigos sons

que do fole revivem como guerreiras danças

em passos de pastor sobre a esteva pela alba

gaiteiro da vida que me acordas



invento-te o nome, nesta serra , neste olhar

com tambores e ferrinholas

despertas as aves que voam do rebanho

sobre o meu tempo , numa viagem distante

gaiteiro da vida que me acordas



vejo-te na festa como um rei

por entre fogueiras

celebramos contigo no fole e na palheta

o vinho novo o sonho que renasce

gaiteiro da vida que me acordas



Pedro Saborino



Nenhum comentário:

Postar um comentário