domingo, 1 de fevereiro de 2009

Quanto vale uma vida?






Quanto vale uma vida de alguém que rasteja aos teus pés implorando comida, no auge da miséria e da desumanização ?


Quanto vale uma vida ceifada por uma bala, ou uma bomba ou uma mina ?


Quanto vale uma vida que a discriminação e a intolerância decidiram eliminar?


Quanto vale uma vida que a tortura reduziu à ignomínia do objecto desprezível?


Quanto vale uma vida à qual se impediu o acesso à instrução?


Quanto vale uma vida que a sociedade afastou por deformidade, incapacidade ou por doença?


Quanto vale uma vida dizimada pela cobiça, pela ambição, pela inveja ?


Em nome de quem, de quê, de que obscuros princípios, se mutila, se viola, se prostitui?

Um comentário: